Mesmo sabendo que a educação não é uma prioridade no Brasil e que os professores são a cada dia mais desvalorizados em nossa sociedade, é inegável  que estes profissionais têm um grau de dedicação e entrega para lecionar que é surpreendente. Mas quem é e como é possível identificar um Professor Polivalente?

Como identificar um Professor Polivalente?

De acordo com o dicionário Aurélio, o termo “polivalente” significa: Aquele que pode ter funções ou utilidades diferentes; que tem várias funções ou utilidades diferentes; que tem múltiplas valências.

O professore polivalente, é aquele que ensina matérias diferentes. Este professor está presente principalmente nos primeiros anos da educação básica, mas muitos ainda se especializam para dar aulas para os ensinos fundamentais e médios.

É importante lembrar, que um professor polivalente não é aquele professor substituto, que fica dando aula quando outro professor falta. O conceito de polivalência vai muito além disso, confira mais dois exemplos:

  1. Um professor polivalente é aquele profissional que adquire e transmite o conhecimento básico, independente da área de conhecimento que faz parte do currículo básico que compõe os primeiros anos de ensino, desenvolvendo assim um trabalho multidisciplinar.
  2. Tem uma grande responsabilidade, uma vez que ele será o responsável por ensinar as primeiras letras, vocabulários, palavras, números e cálculos, além de outros conceitos e valores às crianças que estão sendo inseridas no universo da alfabetização e letramento.

Qual a formação de um professor polivalente?

Para responder essa questão precisamos fazer as seguintes considerações:

O professor de educação básica já é naturalmente um professor polivalente, pois, no curso de pedagogia ele se especializa para atuar na alfabetização e letramento do aluno, então, no curso de Pedagogia este professor se habilita para ensinar língua portuguesa, matemática, geografia, história, biologia e artes em nível básico para ensinar, inserindo mais conhecimento de mundo e mais significado à aprendizagem, para além do “bê-á-bá

Já um professor de ensino fundamental II ou ensino médio, geralmente faz uma faculdade específica para lecionar, como por exemplo, o curso de letras, para das aula de português e literatura, mas, ele pode ao mesmo tempo, fazer um curso de língua estrangeira para lecionar espanhol ou inglês. E isso também o torna em um profissional polivalente.

O fato é que o professor polivalente é a peça-chave para que a Educação ofereça mais qualidade, pois é o primeiro a ter contato com a criança em seus anos iniciais. Porém, de nada adianta se o professor for polivalente em seu currículo, mas não renovar seus conhecimentos em prol de aplicar uma metodologia de ensino mais eficaz.

Quais as vantagens de ser um professor polivalente?

Dentre as vantagens de se tornar um professor polivalente duas podem ser destacadas:

  1. Estímulo cerebral, já que seu cérebro é estimulado de diversas maneiras reduzindo as chances de tédio e cansaço constante durante o trabalho. Isso colabora até mesmo para diminuir as chances de desenvolver doenças como Mal de Alzheimer;
  2. Redução significativa da fadiga, já que ele não trabalha na mesma coisa todo o tempo;

Dentre tantos pontos que foram tocados aqui, não se pode negar que o professor polivalente está sempre estudando, e,  ganha ainda mais qualidade quando se atualiza, aperfeiçoando os seus conhecimentos.

Mas e você, caro leitor? Concorda com tudo o que foi abordado neste artigo?

Você reconhece ou tem dúvidas sobre a importância do professor polivalente? Tem alguma sugestão ou consideração a ser feita? Deixe seu comentário!

E-mail | Facebook | Google + | Pinterest

pinit fg en rect red 28 - Professor Polivalente

23 thoughts on “Professor Polivalente”

  1. Polivalente é um excelente conceito… Vida de professor não é nada fácil mesmo. Fora a falta de incentivo, lecionar, é um desafio muito grande! Infelizmente vivemos num país onde os valores são invertidos. E Haja paciência para lidar com tanta superficialidade! Viva o professor, de todos os profissionais, talvez o mais importante!

  2. Adorei o post, nunca tinha pensando desta forma! Eu amo demais seus posts, como já disse, estou cursando pedagogia então eles estão sempre acrescentando em algo!

  3. Não está fácil encontrar o profósforo que se enquadre nestas características. Muito disso se deve a falta de valorização que este profissional vem recebendo ao longo dos anos. Muito boa sua descrição. Beijos

  4. Professores, apesar de toda a significância, realmente são pouco valorizados. Sempre tive vários professores polivalentes e guardo muitos deles na memória e com carinho.

  5. Olá!
    Conheço os conceitos de polivalente e a grande novidade aqui é que os estudante de pedagogia faz um estudo e tem a preparação além do português. Eu jurava que um pedagogo só poderia ensinar português. O que percebendo agora, fica impossível ensinar somente o português já que nessa fase da vida dos meninos eles têm apenas um professor.

    A criatividade é essencial na hora de apresentar conteúdos seja para os menores, seja para os maiores. Aquele tipo de aula bem mecânica ja não dialoga com o tempo de hoje.

    Diego | http://www.vidaeletras.com.br

  6. Oie, muito bom saber o que é um professor polivalente. Eu não tinha conhecimento deste termo! Precisa ter muito amor pela profissão hoje em dia, os professores precisam ser mais valorizados, principalmente aqui no Brasil… Vejo tantos professores polivalentes não recebendo seu devido valor. Parabéns pelo post, eu adorei! Beijo.
    Mirela Alícia – http://mirelaalicia.com/

  7. Conheço bem o que é um professor polivalente, tenho uma na família rs. Minha irmã é pedagoga e ela dá aula para classes de até 4º ano. Quando comecei a ler seu texto, já me lembrei dela.
    Parabéns pela matéria! Está bem esclarecedora.

    Grande beijo

  8. Gosto muito dos seus textos Isa. Até recomentei pra minha cunhada que vai começar a cursar psicopedagogia. Gostei muito dessa explicação e desejo que continue enriquecendo esse blog com esses ótimos conteúdos.

  9. Eu penso que ainda exista profissionais que tenha este perfil. As vezes por falta e algum suporte e também tempo os impossibilita de exercer tal agilidadade mesmo querendo e tenďo

  10. Olá
    Bem legal o post, não conhecia a nomenclatura Professor Polivalente, mas a verdade é que o professor tem que estar sempre se reciclando, por que sempre tem novas técnicas de ensino, novas pesquisas que revoluciona as formas de ensinar, isso sem falar na matéria que ele decide ensinar. Vou passar seu post para alguns amigos professores.

  11. Olá, tudo bem? Toda vez que venho ao seu blog, entro em uma super nostalgia ao ler sobre a pedagogia e afins, já que fiz curso Normal no meu ensino médio! Seus posts são bem informativos e muito bem escritos! Parabéns!
    Beijos

  12. Oi, Isa, infelizmente é verdade. A educação e os professores têm sido, ano após ano, mais desvalorizados no país. E isso se reflete em vários âmbitos da nossa sociedade. Ensinar realmente é um desafio. E ensinar várias matérias diferentes, imagino, é ainda mais desafiador. Sobretudo quando se é responsável por formar a base daquilo que a pessoa vai aprender, os fundamentos sobre os quais virão outras coisas, outros conhecimentos mais específicos.
    Por fim, queria agradecer o seu comentário tão generoso lá no meu blog (que em breve vou responder).
    Beijos! 😉
    https://teofilotostes.wordpress.com/

  13. Um professor polivalente é um profissional muito capacitado, deveria ser mais valorizado. Em minha época de ensino médio tive um professor que lecionava português e inglês, era um excelente professor e ensinava as duas matérias com maestria.

Deixe seu comentário!